Fonte: CicloVivo

O conselho municipal de Brent, em Londres, na Inglaterra, está plantando flores silvestres em parques e espaços verdes. A ideia é construir um espaço propício para atrair polinizadores, especialmente as abelhas.

Um estudo recente mostrou uma queda enorme no número de insetos polinizadores em todo o Reino Unido desde os anos 80. Os pesquisadores acreditam que a perda de habitats tem desempenhado um papel importante nisso, com mais de 97% dos prados de flores silvestres tendo desaparecido desde a Segunda Guerra Mundial. Muitas borboletas, abelhas, libélulas e mariposas confiam nestas flores para prosperar.

Para ajudar a deter o declínio da biodiversidade, o Brent Council buscar formar um “corredor de abelhas” em todo o distrito. Espécies como a Primula veris, Photinia e Papaver somniferum estão entre as escolhidas.

“As abelhas e outros insetos são tão importantes para polinizar as plantações que fornecem os alimentos que comemos. Precisamos fazer tudo o que pudermos para ajudá-los a prosperar. Estou orgulhosa do compromisso em aumentar a biodiversidade e esperamos ver os prados em plena floração em alguns meses”, afirmou Cllr Krupa Sheth, líder de meio ambiente do conselho.
cllr krupa sheth flores - Bairro em Londres vai criar 11km de corredor de flores para abelhas
Cllr Krupa Sheth semeando em um parque urbano da cidade. Foto: Brent Council

Além de beneficiar as abelhas, o projeto vai criar uma explosão de cores para a população. A meta é inaugurar o corredor para polinizadores até o verão, que na Europa tem início em 21 de junho. Aliás, a ideia de criar um verdadeiro “corredor de abelhas” já não é de hoje.

Há pouco mais de um ano, a organização sem fins lucrativos National Park City lançou uma campanha de financiamento coletivo para alastrar flores pela capital da Inglaterra.


OUTRAS LEITURAS


Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS