Por: JCS

A Força Aérea Brasileira (FAB) está investigando uma ocorrência “estranha” que envolveu uma aeronave monomotor do governo do Paraná, que transportava doses da vacina CoronaVac para Londrina e entrou em rota de colisão com outra aeronave da Gol, nesta terça-feira (19). O governo alega que, o piloto automático fez uma curva errada.

O avião do governo saiu de Curitiba com destino a Londrina. A aeronave da Gol havia saído de Cumbica, Guarulhos, na Grande São Paulo.

Em um dos áudios do controle de tráfego aéreo, ouve-se a controladora dando orientações para o piloto do jato da Gol “subir ou descer na rota”, e assim evitar aproximação e colisão com o outro avião.

Alguns departamentos internos da FAB, estão coletando dados deste “incidente” da quarta-feira (20) e apurando o que, de fato, aconteceu com o piloto automático do avião estadual.
O governo estadual do Paraná disse que o triste episódio foi um “incidente” e comunicou que a tripulação levou alguns minutos para desligar o piloto automático e controlar a aeronave manualmente, um Cessna C208 Caravan.

capa oficial - Avião que transportava vacinas da Covid-19 erra trajeto e entra em rota de colisão com aeronave da Gol

Sabe-se que a rota original incluía uma curva para a esquerda, contudo, pelo erro cometido, foi feita para a direita, colocando o avião em rota de colisão com um jato da Gol.

Boeing 737 800 Gol 16 Copia scaled - Avião que transportava vacinas da Covid-19 erra trajeto e entra em rota de colisão com aeronave da Gol
Foto: Divulgação Boeing 737-800 Gol

“Ressaltamos que não houve um acidente, mas um incidente, o qual foi devidamente reportado às autoridades aeronáuticas. Na dinâmica da aviação, foram tomadas as medidas técnicas mitigadoras para manter a segurança de voo. Isso significa que a tripulação estava atenta e segura em seus procedimentos”, afirmou em nota.

2019 aug 24 002 scaled - Avião que transportava vacinas da Covid-19 erra trajeto e entra em rota de colisão com aeronave da Gol
Foto: Avião Cessna C208 Caravam – Divulgação

Assim que o avião pousou, a Casa Militar, ordenou que o Cessna C208 Caravan ficasse em solo, para concluir a intervenção de manutenção. O Governo estadual ainda disse que todas as aeronaves sob responsabilidade do órgão estão com a manutenção em dia.

Na cabine de comando do avião da Gol existe um dispositivo que indica a aproximação de outras aeronaves, caso esteja em rota de colisão, o sistema emite um sinal de aviso, orientando a direção que o piloto precisa tomar para evitar a colisão.

Neste caso, além do sistema interno da cabine do piloto informar a possível colisão, o controle de tráfego percebeu o possível acidente e avisou as aeronaves envolvidas, evitando um acidente. Graças a atenção dos profissionais envolvidos a segurança de todos prevaleceu.

 

Com informações: G1

OUTRAS LEITURAS






Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.