Por: JCS

Determinados relacionamentos familiares acabam sendo prejudiciais à nossa saúde emocional. Cada um é diferente do outro, e trata o outro de maneiras que nem sempre é saudável do ponto de vista moral e emocional, não havendo respeito entre as partes, cortar esses relacionamentos pode ser positivo para ambos.

É certo que nós não pedimos para nascer em família A ou B, mas, optar por manter boa distância de um parente, que invade seu direito de liberdade individual ou emocional (tóxico) e te causa desconforto não respeitando sua individualidade. Pode parecer uma atitude radical e difícil, contudo é uma excelente maneira de manter a sanidade mental e fazer que com o tempo ambos reflitam sobre o assunto.

Veja quatro motivos para se afastar de um relacionamento prejudicial (tóxico) familiar:

1 – Eles apenas estão com você quando se beneficiam e precisam de alguma coisa

Relacionamento familiar saudável é aquele que é bom para ambos os lados e te tornam uma pessoa feliz, eles estarão com você para o que der e vier e a qualquer hora. Eles aparecerão em sua casa para te dar apoio e ajuda independentemente da situação que você se encontrar. Agora, acontece sempre daquele familiar te procurar sempre quando precisa de algo que você tem, vão te visitar sem comunicar, e quando chega nunca traz nada para ajudar, este é um claro sinal para se reposicionar diante deste comportamento e ponderar se realmente vale a pena mantê-los por perto. Este é um típico exemplo de “amor interesseiro”, não é saudável.

2 – Eles são especialistas em te julgar

Convivemos com pessoas que julgam a todo o tempo, e nas famílias encontramos parentes assim, eles são “juízes” e gostam de julgar o seu comportamento sempre.
O julgamento familiar saudável é bem-vindo quando fornece uma crítica que traga construção e solução para o problema, há a intenção de avaliar e te ajudar a ser uma pessoa melhor. Quando certos tipos de julgamentos te menosprezam ao ponto de te inferiorizar e diminuir sua autoestima e ferem seus sentimentos, é um indicador que é melhor afastar-se disto, vale lembrar que relacionamentos saudáveis te preservam e não te destroem.

3- Eles falam pelas suas costas e vivem fofocando

Sabe aquele parente que é um “informante”?, ele vive levando e comentando suas informações pessoais e situações que você vive com outros parente e vizinhança, sem que você saiba, e o pior é que falam de você para pessoas que você nem conhece. Pessoas com essa índole é melhor manter-se distanciado, pois relacionamentos saudáveis ninguém compartilha sua vida pessoal com outros.

4- Eles gostam e querem te manipular

Eles em determinadas ocasiões de maltratam e no outro dia passam a te tratar bem com o objetivo de manterem-se por perto, saber de você para te controlar. Este é um péssimo sinal, eles criam situações e manipulam as pessoas para que você faça apenas o que eles querem. Relacionamento familiar saudável tem equilíbrio de tratamentos e justiça, geralmente são relacionamentos bons para ambos os lados. Quando a manipulação é constante e percebem que você está se dando conta das intenções deles, te tratam melhor pois assim não perdem o controle sobre você.

Concluindo:

Às vezes, é difícil se distanciar de um familiar, porém, se o convívio é tóxico e prejudicial ao ponto de privar a sua liberdade, seja a melhor alternativa para manter sua saúde emocional. Afinal, antes só do que mal acompanhado! Alguns relacionamentos te agregam valor, outros não te acrescentam nada, trazem apenas prejuízos, é melhor que cada um “permaneça no seu quadrado”.

 

Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS