Por: JCS

Infelizmente, centenas de pássaros estorninhos foram encontrados mortos nas ruas do centro de Roma, Itália, após a queima intensa de fogos de artifício na “virada do ano” de sexta-feira (1º), todos queriam celebrar a chegada do ano novo colorindo os céus com seus fogos barulhentos de artifício.

O que é alegria de uns, foi a tristeza de outros. As autoridades italianas defendem a hipótese de que a aves ficaram demasiadamente atormentadas com os barulhentos fogos, tentando fugir, podem ter batido nas paredes de casas, prédios, janelas ou até cabos elétricos. As imagens não demoraram muito para viralizarem na Internet.

capa oficial - Ano novo: Centenas de pássaros caem mortos do céu devido a queima de fogos de artifício na Itália (vídeo)

A imprensa italiana trata o caso como um “massacre”, que aconteceu em torno da estação Termini, na via Cavour à piazza Esedra e na via Nazionale. Conforme o vídeo abaixo, as imagens são angustiantes, pois percebe-se a grande fuga dos pássaros em alta velocidade e a queda de centenas deles mortos no chão das ruas. Parte da imprensa diz que a visão dos pássaros ao chão é uma verdadeira “descoberta macabra”, onde os pássaros pagaram um preço caro pelo comportamento humano.

Assim, a Organização Internacional para a Proteção dos Animais (OIPA) divulgou uma imagem das aves mortas e fez um grande apelo para que se proíba o lançamento de fogos de artifício.

“Pode ser que tenham morrido de medo. Eles podem voar juntos e bater uns nos outros, ou atingir janelas ou linhas de energia elétrica. Não vamos esquecer que eles também podem morrer de ataques cardíacos”, disse Loredana Diglio, porta-voz da organização.

A vida em grupo, supõe que se tome cuidado quanto a várias práticas que, sendo normais para uns, acabam prejudicando seriamente a vida de outros. Tanto que, a prefeita de Roma Virgínia Raggi, já tinha proibido o lançamento de artifícios pirotécnicos, não apenas por questão de segurança para o cidadão italiano, mas principalmente para evitar muitos males para os animais e inclusive danos ao patrimônio.

“As multas são inúteis, de fato não existem controles e todos os anos contamos centenas de animais selvagens mortos ou feridos e animais de estimação feridos ou mortos por causa dos fogos e da distração dos donos”, afirmou o presidente da OIPA, Massimo Comparotto, à ANSA.

 

Com informações: O liberalUltimo Segundo 

 

 

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS