“O pessoal da saúde já está cansado, eu sou um desses muitos. Não vou continuar correndo riscos por causa do inconsciente e do irresponsável ”, faz parte do depoimento sincero do Dr. Marcelo Lemus, médico há 40 anos.

Muitas pessoas acreditam que o coronavírus já faz parte do passado, deixando de se cuidar e de viver como se nada tivesse acontecido. Eu gostaria que fosse esse o caso, mas, infelizmente, continua a causar estragos. Embora vários países já tenham iniciado a vacinação, o COVID-19 ainda não está sob controle, muito pelo contrário.

O médico argentino Marcelo Lemus reagiu indignado com a irresponsabilidade da população, que faz festas e age de forma inconsciente. Exausto, ele decidiu se afastar. “Acabei de desistir, estou cansado.”
Seu depoimento é o reflexo de milhares de profissionais de saúde, que se expõem diariamente, trabalham em longos turnos e expõem seus familiares.

Pixabay - "Acabei de renunciar, estou cansado", diz médico argentino indignado com a irresponsabilidade das pessoas
Imagem de referência – Pixabay

É uma triste realidade. Conforme explicado pelo médico, e tantos outros profissionais no mundo, o vírus é abundante principalmente pela irresponsabilidade das pessoas, que fazem festas e param de se cuidar.

clique e conheça o ebook que vai mudar sua vida

capa oficial - "Acabei de renunciar, estou cansado", diz médico argentino indignado com a irresponsabilidade das pessoas

“Acabei de pedir demissão da guarda, só comuniquei ao Diretor. Isso está se tornando uma bagunça, que terminará em caos se as pessoas não entenderem. O pessoal da saúde já está cansado, eu sou um desses muitos. Não vou continuar arriscando pelo inconsciente e irresponsável ”.

–Comentou o Dr. Lemus em seu vídeo–

Sábado9 111 300x300 1 - "Acabei de renunciar, estou cansado", diz médico argentino indignado com a irresponsabilidade das pessoas
Imagem Referencial – Autor Desconhecido

Quase um ano após a chegada da COVID-19, ela permanece fora de controle, causando pouco menos de 2 milhões de mortes, segundo dados da OMS .

Deixamos aqui o sincero testemunho do Dr. Marcelo Lemus, que pratica a medicina há 40 anos.

A profissional trabalhava como médica no Hospital de San José (Argentina), onde a chegada de pacientes com sintomas era comum e complementar ao atendimento de emergência.
O pessoal da saúde tem sido uma das bandeiras desta batalha, da primeira linha, sendo homenageado e também incompreendido. Arriscam diariamente para salvar vidas, mas a irresponsabilidade do povo é um agradecimento ingrato.

Deve-se notar que vários países já iniciaram a vacinação, mas o efeito no controle da pandemia permanece muito baixo.

 

Traduzido e adaptado de: UPSOCL

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS