Um indonésio de 68 anos recebeu reconhecimento nacional por seu trabalho duro plantando mais de 11.000 árvores por 23 anos, na ilha de Java.

Sadiman, responsável pelo plantio das árvores, foi reconhecido como um “grande exemplo de guarda florestal” pelo governo indonésio e por outras organizações.

O trabalho desse homem começou há duas décadas, quando ele decidiu combater o desmatamento presente na área. O que se intensificou devido a vários incêndios que afetaram a encosta sul do vulcão Lawu, destruindo os ecossistemas da região.

8684 ELSHINTADOTCOM 20190826 sadiman 2 1 1024x575 1 - Um avô de 68 anos plantou cerca de 11.000 árvores para trazer água de volta para a floresta
Foto: Reprodução

A partir daí, o homem começou sua tarefa a ponto de plantar mais de 11 mil árvores em 250 hectares de floresta. Uma quantidade incrível que lhe valeu reconhecimento pelas autoridades e que conseguiu reverter os danos da seca e do desmatamento.

Pak Sadiman dan pohon beringin yang ia tanam di hutan Gunung Gendol - Um avô de 68 anos plantou cerca de 11.000 árvores para trazer água de volta para a floresta
Foto: Reprodução

Além disso, a agência de desastres da Indonésia (BNPB), juntamente com o governo nacional, concedeu a ele 100 milhões de rúpias (US $ 7.000) em sua cidade, Geneng. Por seu incrível trabalho e por ser uma fonte de inspiração para transformar e melhorar o ambiente natural, sem esperar qualquer tipo de apoio de outras pessoas.

“No passado, eles pensavam que eu era louco. Quando os outros (membros da comunidade) plantaram alimentos, eu plantei banyan. Mas o que plantei agora agora dá água aos moradores e o ar é fresco ”, disse Sadiman.

Plante árvores para salvar a humanidade
Como para muitos moradores o trabalho do idoso foi um esforço desnecessário, Sadiman decidiu plantar banyan em toda a área. Uma vez que essas espécies são consideradas árvores sagradas, de acordo com as crenças da ilha de Java, o que impedia o abate pelos moradores.

Anos depois, esse ato de “loucura” representa o maior benefício para os habitantes locais, pois a presença dessas árvores devolveu a água aos riachos. Além de criar novos riachos na floresta das montanhas Gendol e Ampyangan. Fornecendo água para mais de 340 famílias, mesmo em tempos de seca.

Uma tarefa incrível que cai inteiramente sobre os ombros do idoso Sadiman, que financiou as sementes de banyan e outras espécies. Embora sua dedicação tenha levado outros moradores a decidir lentamente plantar, bem como apoio financeiro nos últimos anos.

A boa e persistente ação inspirou e motivou outras pessoas.. Lentamente, ele conseguiu que outras pessoas se juntassem à iniciativa de plantio de árvores para proteger, contribuir e salvar ecossistemas e comunidades locais.

Com informações: IGNIS Natura

 

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS