Por: José Carlos dos Santos

A fé é aquele pensamento e certeza daquilo que não vemos e, sabemos que vai acontecer, ela nos conecta a Deus. Este salmo é de autoria do rei Davi, o melhor rei que Israel conheceu, ele sabia muito bem o que era guerra, inimigos, traição e medo, pois em meio as emboscadas dos inimigos em plena guerra, o medo vinha, e é claro que tinha que escolher em pensar no medo ou acreditar na vitória, buscando forças para derrotar o inimigo.

Este salmo faz parte de um hinário que todo israelita usava para cantar nos cultos religiosos, assim, a fé e convicção da vitória espantava todo o medo que tinham, vamos ver aqui o quanto essa oração pode fortalecer nossa fé e ajudar a espantar e derrotar nossos inimigos.

“ Salmo 24 fala do poder de Deus criador de todas as coisas, da sua autoria em tudo o que foi criado, pois tudo pertence a ele”

• Ao Senhor pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam.
• Fundou-a ele sobre os mares e sobre as correntes e estabeleceu
• Quem subirá ao monte do SENHOR? Quem há de permanecer no seu santo lugar?
• O que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à falsidade, nem jura dolorosamente.
• Este obterá do Senhor a bênção e a justiça do Deus da sua Salvação
• Tal é a geração dos que o busca, dos que buscam a face do Deus de Jacó.
• Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos, ó portais eternos, para que entre o Rei da Glória.
• Quem é o rei da glória? O Senhor, forte e podero9so, o Senhor, poderoso nas batalhas.
• Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos, ó portais eternos, para que entre o Rei da Glória.
• Quem é esse Rei da Glória? O Senhor dos Exércitos, ele é o Rei da Glória

Este salmo começa exaltando a Deus por aquilo que ele fez, e que tudo pertence a ele, questiona quem subirá ao monte (montanha) do Senhor, pois era neste monte que ficou a tenda do santuário que continha a Arca da Aliança (Símbolo da Presença de Deus) e, depois onde o tempo foi construído por Salomão. A arca e o templo eram um local onde todos vinham para adorar a Deus.

A última parte, exalta a Deus como sendo o grande “Rei da Glória”, e pede que as portas se levantem para que entre o “Rei da Glória”, todos tinham Deus como o seu verdadeiro Rei Espiritual – Quando o exército ia para a guerra, o rei ia com eles também, após ganharem a batalha, todos chegavam na cidade e pediam que as portas fossem abertas para que o Rei vitorioso entrasse, dessa maneira, o povo alegremente recebia o rei vitorioso e seu exército.

Portanto este salmo é poderoso no sentido de declarar o poder de Deus, fala de uma pureza de coração para poder falar com ele e, por último, convoca a que as portas da eternidade se abram para receber a presença de Deus, com esta convicção, a sua fé será fortalecida e o medo dos inimigos será aniquilado, pois maior é o que está em nós do que aquele que está no mundo.

Assista ao vídeo com parte desse salmo cantado:


OUTRAS LEITURAS


Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS