Sabe quando o amor bate na porta do seu coração e te pega de surpresa? pois é, são muitas emoções que tomam conta de nossos sentimentos. Difícil é explicar o que sentimos, talvez seja porque o amor é uma força indizível e apenas temos que vivenciá-lo, muitos tentam explicar, seja por poesia, pintura ou música, a verdade é que cada um demonstra do seu jeito, por isso cedo a palavra ao poeta que assim o diz com maior propriedade.

Presságio (Fernando Pessoa)

O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar pra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer.
Fala: parece que mente…
Cala: parece esquecer…

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pra saber que a estão a amar!

Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar…


OUTRAS LEITURAS


Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS