Por: JCS

Luciana Jordão saiu de casa contente, na manhã da quarta-feira (10) para levar sua mãe Floramy de Oliveira Jordão, de 88 anos, para tomar a “tão esperada vacina contra a covid-19”, elas estavam felizes pela oportunidade da sua mãe receber a primeira dose da vacina em Goiânia, Goiás. A filha fez questão de filmar o momento, o que deveria ser alegria, virou indignação, pois o vídeo mostra a profissional de saúde enfiando a agulha no braço da inocente idosa e não injetando nenhum líquido da imunizante. Luciana Jordão, que tem 57 anos, filha da idosa denunciou o crime feito com sua mãe e a Secretaria Municipal de Saúde está investigando o caso.

Conforme a família, a Dona Foramy só foi vacinada DE VERDADE, perto das 10:30, após a filha, Luciana se certificar que o líquido da imunizante que estava na seringa não foi injetado no braço da idosa, assim, ela questionou a “profissional de saúde”, durante a vacinação que acontece no Setor Leste Universitário.

“Ela simplesmente enfiou a agulha na minha mãe, tirou e ficou com a seringa para cima. Aí eu falei: ‘Foi muito rápido’. Quando eu olhei para cima, o líquido estava todinho na seringa. Ela não injetou a vacina na minha mãe. Aí eu falei para ela: ‘O líquido está todinho aí, você não vacinou a minha mãe’, disse.

capa oficial - Golpe Vacina: Filha leva idosa para vacinar contra Covid-19 e enfermeira só furou o braço e não injetou o líquido, após denúncia a senhora foi vacinada (Vídeo)

Luciana imediatamente confrontou a agente de saúde que lhe respondeu dizendo que havia vacinado, mas, novamente Luciana disse que o líquido todo ainda estava na seringa, não tendo como fugir do flagrante, a agente pediu desculpas e disse que “não tinha percebido”.

“Ela olhou, pediu desculpa, disse que ela tinha se esquecido de injetar, foi e picou minha mãe, vacinou minha mãe novamente. Eu fiquei prestando atenção, e aí ela realmente vacinou”, disse Luciana, filha da idosa.

Questionada sobre a atitude criminosa, a Secretaria de Saúde de Goiânia informou, através de uma nota, às 12:53h, que “vai averiguar imediatamente o ocorrido e esclarece que há vacinas garantidas para todas as pessoas acima de 85 anos e que abomina todo e qualquer tipo de irregularidade”. Afirmou também que, caso seja comprovado “o descumprimento dos protocolos de vacinação, serão tomadas todas as medidas cabíveis em casos dessa natureza”.

Há suspeitas de que a profissional seja uma enfermeira, caso seja comprovado, o Conselho Regional de Enfermagem de Goiás (Coren-GO) informa que vai “averiguar se a profissional é de fato da enfermagem”. Se positivo, “inicia-se os trâmites de conduta da profissional, conforme estabelecido no Regimento do Conselho”.

Vídeo uma prova inquestionável

A ideia de registrar a vacinação foi do neto da idosa, Bruno Jordão, 32 anos, gravando seria uma maneira de COMPROVAR que, de fato, a avó foi vacinada. Afinal há vários casos registrado de profissionais da saúde que apenas furam o braço e não injetam nada. Bruno ao analisar o vídeo disse que a enfermeira preocupada com a gravação perguntou à filha da idosa se ela iria filmar ou tirar uma foto. “ Aí minha mãe disse que ia apenas fotografar, mas na verdade, ela filmou”, disse.

Bruno acredita que este tipo de engano criminoso está acontecendo com muitas pessoas.
“Com certeza está acontecendo isso. Imagina quantas pessoas não estão sendo vacinadas. A gente estava receoso disso acontecer. Por isso, minha mãe filmou. Resolvemos divulgar para a imprensa. As pessoas precisam ser alertadas sobre isso”, disse Bruno.

filha idosa - Golpe Vacina: Filha leva idosa para vacinar contra Covid-19 e enfermeira só furou o braço e não injetou o líquido, após denúncia a senhora foi vacinada (Vídeo)
Luciana Jordão denuncia que a mãe só foi vacinada após questionar enfermeira sobre aplicação, em Goiânia, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

 

Com informações: G1

Imagem capa: Youtube

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS