Por: JCS

O Governo federal liberou no dia (16), quarta-feira, R$ 3,81 milhões para que a Defesa Cívil de Mato Grosso do Sul possa juntar esforços e conter os incêndios do Pantanal.

Conforme portaria publicada no DOU (Diário Oficial da União), foi concedido um prazo de 180 dias para executar “a tarefa”, “considerando a natureza e o volume de ações a serem implementadas”.

A situação dos incêndios é tão grave que, na segunda feira (14), o governo estadual do Mato Grosso do Sul decretou situação de emergência ambiental, afinal, desde janeiro, os incêndios já destruíram aproximadamente 1,4 milhões de hectares de vegetação e muitos animais, correndo do fogo, morreram.

Resgate de onca pintada vitima de incendios Florestais no Pantanal Willian Gomes Secom UFMT - Fique sabendo quanto o Governo federal liberou para ajudar a conter queimadas no Pantanal
Resgate de onça-pintada vítima de incêndios Florestais no Pantanal – Willian Gomes / Secom UFMT

Conforme vários biólogos, estes focos de incêndio, estão trazendo sérias ameaças aos ecossistemas de maior biodiversidade do planeta. Para se ter uma ideia, cerca de 1.200 espécies de animais vertebrados na região, dos quais, 36 estão seriamente ameaçados de extinção.

Todos estão questionando o quê e quem gerou estes incêndios, inclusive a PF (Polícia Federal), iniciou no dia 14 um trabalho dirigido a “encontrar os responsáveis pelos incêndios” que estão queimando o Pantanal. Uma nota oficial foi emitida pela PF, afirma haver indícios de que parte destes incêndios tem procedência criminosa, ou seja, foi devido a ação intencional humana.

 

Com informações: R7

Imagem: Ernane Junior

 

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS