Fonte: Augusto Cury

Extra! Extra! Tenho uma notícia muito importante para você:
Mulheres maravilhosas também falham!
Acha que é uma Fake News?
Pois eu te digo, NÃO é.

Vivemos em uma sociedade onde as mulheres estão sendo massacradas por um carrasco invisível, porém, cruel demais. Estou falando do “Perfil da Mulher Perfeita”. Aquela que é bem sucedida no trabalho, mas também cuida da casa, dos filhos, do marido, está sempre arrumada e bem cuidada, encontra tempo para malhar, está sempre com um sorriso no rosto( mesmo fazendo dieta, rsrs) dificilmente se estressa, nunca grita, resolve todos os problemas que surgem ao decorrer do dia e cumpre com todas as suas obrigações.

Então eu tenho um outra notícia pra você:

Essa mulher NÃO existe.

Essa “perfeição” que é exigida da mulher nos dias de hoje, vem criando a cada dia mais, pessoas frustradas, descontentes com suas vidas, vem gerando questionamentos como: “onde estou errando?”, pois a comparação é inevitável, e digo a “auto comparação”, ou seja, a própria mulher se compara à outra que aparentemente, eu digo – aparentemente – preenche todos os requisitos para ser uma “mulher maravilha”.

Essa comparação é fácil e até inconscientemente feita com o simples ato de olhar uma rede social, é quase que inevitável abrir o Instagram e não ver esse perfil do qual estamos falando, com todos os seus “atributos” e como se não bastasse, na foto ela está em um lugar paradisíaco, em uma viagem dos sonhos!

E diante de tudo isso, como chegar a aquele momento de lucidez diária, buscar um equilíbrio entre a vida real e a vida que nos apresentam?

Se enclausurar, desanimar e até mesmo brigar, gritar, impor ideias, nem de longe significa ter um Eu forte, mas sim, frágil.

Você se sente com frequência, sem controle sobre suas reações emocionais?

É extremamente importante investir no autoconhecimento e praticar a autocrítica para avaliarmos quem somos, quais são nossas fortalezas, nossas fraquezas, nossos limites, o que queremos, o que estamos dispostas a fazer para atingir nossos objetivos.

Não há soluções mágicas; você precisa educar a sua emoção, equipar o seu intelecto.

Não falo de inteligência emocional para lidar com toda essa pressão, mas falo de Gestão da Emoção, o que é diferente, pois gerir as emoções, é ter ferramentas simples, mas ponderosas para transformar o seu Eu. Torná-lo forte e maduro, aquietar sua ansiedade; proteger quem você ama; pedir desculpas sem medo; repensar sua história; exigir menos de você e dos outros e continuar se doando sim, mas sem uma grande expectativa de retorno.

Desenvolva um amor inteligente e equilibrado pela pessoa mais importante: você.

A mente feminina tem habilidades incríveis.

Que você possa entender que ser uma mulher brilhante não é privilégio de poucas heroínas, mas de mulheres dispostas a se reinventar.

Te convido a conhecer As Ferramentas de Gestão da Emoção para ser uma Mulher Brilhante clicando aqui.


OUTRAS LEITURAS


Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS