Fonte: Papo Honesto

Aprenda a cuidar mais de você e a parar de criar expectativas em cima de quem não merece os seus cuidados. Pare de insistir em quem lida contigo por conveniência. Que suga o seu melhor e inveja as tuas batalhas. Pare de justificar os erros de quem só vacila e não se interessa pelo o que vêm de você. Pare de idealizar as coisas, de achar que vai ter mudança se todas as atitudes provam o contrário.

Pare de apostas incertas, de enfiar otimismo onde só tem discórdia. Pare de acreditar em quem só faz as coisas desandarem. Pare de se importar com quem não se importa e não quer ser segurança quando o mundo parecer não se ajeitar. Pare de querer do lado quem aponta as dores de todos que te cercam, que coloca areia nos seus sonhos e não acredita que você é bom o suficiente para chegar onde bem quer.

Nem todo mundo pensa como você. Nem todo mundo quer estar contigo pelo o que você é. Dói perceber que algumas pessoas em algum determinado momento da sua vida irão sumir sem deixar rastros, e jogarão pra cima de ti o peso da culpa, então não se assuste. Pare de empurrar com a barriga uma amizade fajuta, um amor mesquinho, uma relação que já se desfez. Pare de querer cuidar do outro e se esquecer de você.
Pare com toda essa bondade e se protege dos ataques diários, da maldade disfarçada de tapinha nas costas, e de gente que não faz questão alguma de permanecer quando o sorriso tá na cara, mas o coração vêm implorando por socorro.

Texto: Rogério Oliveira


OUTRAS LEITURAS


Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS